Assinatura RSS

Arquivo do mês: março 2010

Inargumentável

Publicado em

O tempo fala e nunca esconde
que passa depressa
e você nunca vem.
E eu penso nas razões,
não da tua ausência,
mas da minha espera.

Peço calma ao tempo,
peço calma para mim,
pra que logo tenha fim,
esse tempo de infinitos.

O tempo diz, ele nunca mente,
que eu sonho ainda,
o mesmo sonho,
que anos atrás,
um sonho que não se realiza
e eu insisto em sonhar.

Peço calma ao tempo,
peço mais tempo pra mim,
pra que eu possa estar pronta,
para o que está por vir.

O tempo grita, e me destrói,
ele me nega uma pausa,
e não realiza meus sonhos,
me desencoraja,
me desanime
e aos poucos me enlouquece.

Peço calma ao tempo,
peço que tenha piedade
de todo o meu desespero,
para que eu possa tentar.

Anúncios