Assinatura RSS

Durante uma canção

Publicado em

Casou-se com o sonho daqueles olhos azuis de contornos esverdeados. E entregou-se a paz que vinha daquele rosto tranquilo e cheio de algo que se vê no rosto de crianças que brincam na chuva. Não era bem inocência, era só um jeito de quem conhecia o sabor da fruta tirada da árvore e de quem ainda tinha porquês a serem respondidos. Ele era isso: olhos, traquiladade, sabores e porquês.
Ela fazia silêncio e ouvia a canção que ele escreveu no verso de uma receita de antiinflamatório. E ela cantava o refrão em voz baixa, sorrindo, enquanto ele tocava as notas ágeis daquela canção. A música lhe acalmava assim como os olhos azuis dele. Quando a música terminou ele olhou para ela, que sorria para ele.

Ela lembrou que havia deixado a água esquentando no fogão e então se despertou do sonho que sonhava acordada.
Não havia sentido, ela não gostava de olhos azuis e nem ao menos o nome dele ela conseguiu descobrir na névoa de seus pensamentos avulsos.

Anúncios

Sobre Gerlaine

umaspalavras.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: